Publicado por: brunolinhares | outubro 30, 2016

Pesquisa histórica revela novidades em relação às ruínas do Parque Arquológico

mirian_bondin

A professora e historiadora Mirian Bondin desenvolve um inigualável trabalho de pesquisa sobre a História de Mangaratiba, com especial foco no período da diáspora africana.

Divulgar esse período histórico e o especial papel cumprido pelo tráfego negreiro que escolhia o Porto de Mangaratiba para desembarcar a carga humana escravizada que vinha da África é uma das missões a que se impõe Mirian.

Afinal, a grande maioria dos visitantes ou mesmo moradores desse município desconhecem que Mangaratiba foi uma das principais portas de entrada de africanos no Brasil. Trazidos em condições extremas, muitos vinham a falecer durante a viagem ou ao chegarem ao nosso litoral. Os que sobreviviam, eram vendidos à fazendas de cultivo do café, na região do Vale do Rio Paraíba, para onde seguiam pela estrada hoje chamada de RJ 149, muito famosa e frequentada na época. Essas informações, desconhecidas da maioria dos atuais habitantes, devem ser trazidas à tona e o Parque Arqueológico do Sahy será um espaço de excelência para promoção dessas discussões.

Em conversas recentes com os responsáveis por este blog, Mirian relatou o grande interesse que o Parque do Sahy provoca entre arqueólogos. “Disneylândia da Arqueologia”, nas palavras da chefe da equipe de pesquisadores da UFF, o Parque causa espanto entre os especialistas por trazer indícios de ocupação em diversos períodos históricos, inclusive anteriores ao do tráfego negreiro.

Isto pode indicar sua utilização no período inicial de ocupação de Mangaratiba pelos portugueses, após a derrota da Confederação dos Tamoios, aliança de tribos nativas que se opunham ao confisco de suas terras. Há indícios, inclusive, de práticas de sua utilização na escravidão de tribos nativas e sua “exportação” para as minas de prata de Potosi.

A pesquisa sobre o Parque Arqueológico do Sahy poderá revelar capítulos essenciais da formação de nosso país.Os que apoiam a constituição do Parque e a criação dos instrumentos de ocupação permanente do local e seu uso para conscientização da população tem papel importante para que isto aconteça.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: